quinta-feira, 19 de março de 2009

Presente


Bom dia, poeta
Estou, sim, com pressa
Não posso parar
Pra dedo de prosa
Não vê que eu levo
Com muito cuidado
Na asinha esquerda
Uma bela rosa?
Bem sei que esse assunto
Sempre lhe interessa
E talvez lhe rendesse
Um soneto de amor
Mas faça o favor
Não puxe o rabinho
Da minha casaca
Pra me amarrotar
Nem feche o caminho
Que faz diferença
Até um segundinho
Se eu me atrasar
E o meu chapéu jaca
Prum ar mais charmoso
Não amasse com tapas
Poeta teimoso!
Só deixe-me ir indo
Que tenho eira e beira
Que tenho destino
E não posso parar:
Eu tenho pingüinha
Pra ir cortejar
Lá na geladeira
Do Seu Serafim
(taí o endereço)
E ficamos assim:
Procure-me lá
Que até lha apresento
(tão linda e formosa
foi feita pra mim)
Mas só não se engrace
Com fala melosa
Que fico nervoso
E ponho-lhe um fim:
Corto-lhe o papo
Dou-lhe um sopapo
Ou eu não me chamo
Joaquim, o pingüim.

---------------------------------------------

Essa poesia é uma resposta à poesia/música "O Pingüim", de Vinícius de Moraes, e um presente especial à Nayara, minha querida mocinha mal-humorada.

(e, sim, com todos os tremas cabíveis! rs)

21 comentários:

garota do copo d´água disse...

estou tão emocionada
essa vou escrever todinha na parede do meu quarto

my favorite poet forever
=DDDDDDD

Paixão, M. disse...

O de Vinícius:


Bom dia, pingüim
Onde vai assim
Com ar apressado?
Eu não sou malvado
Não fique assustado
Com medo de mim
Eu só gostaria
De dar um tapinha
No seu chapéu jaca
Ou bem de levinho
Puxar o rabinho
Da sua casaca

Quando você caminha
Parece o Chacrinha
Lelé da cachola
E um velho senhor
Que foi meu professor
No meu tempo de escola
Pingüim, meu amigo
Não zangue comigo
Nem perca a estribeira
Não pergunte por quê
Mas todos põem você
Em cima da geladeira.

Ludmila Clio disse...

Clap - clap - clap!!!!
(aplausos!!!)

Miii, vc é fenomenal! Esse mimo todo com cada palavrinha, dá pra sentir sua meiguice em cada uma delas! Como se vc as colhesse, pacientemente uma a uma e ficasse à altura do "poetinha"!!

Tbm estou com saudade de conversa, vamo?? :D
Livro autografado? Aff, a estrela em questão é vc!!

Marcelo Grillo disse...

Olha, Milena, não vou dizer mais nada, nem elogiar. Acabaram-se meus adjetivos. Aliás, acabaram-se os adjetivos de todo mundo. Agora ficamos repetindo, sem palavras, "lindo, como sempre". Vc deve estar cansada disso. Vou aprender nova língua para poder te elogiar. Por ora, o diferencial ficou por conta da Lud: "Esse mimo todo com cada palavrinha...". E a verdade que poucos vão ter coragem de assumir: "Como se vc as colhesse, pacientemente uma a uma e ficasse à altura do 'poetinha'...

bj

RUTE disse...

É verdade, estou de acordo com Marcelo.

Vou pegar nas suas palavras Ludmila: "Esse mimo todo com cada palavrinha, dá para sentir sua meiguice em cada uma delas."

Amei esse excerto aí:

Eu tenho pingüinha
Pra ir cortejar
Lá na geladeira
Do Seu Serafim
(taí o endereço)
E ficamos assim:

Tão original. Você escreve sobre assuntos que ninguém lembra e transforma-os em textos tão ternurentos. Você dá protagonismo a detalhes que aos outros passam despercebidos.

Obrigada Milena. Beijinho.

Gabriela Galvão disse...

Deu pra sacar q tinha a ver c Vinícius pelo 'incidental'.

Lindo.

Agora me conta: e os desenhos? Lindos. Seus tb?!

Bisous!


(Os tremas eu ñ colocava nem antes, preguiça, msm. Mas em pinguim dah um charme extra, ainda bem q pôs!)

Jânio Dias disse...

Olá!

Que bonito. Me fez lembrar da minha sobrinha, andando que nem pinguim.

Gostei.

kilder disse...

este blog está muito bacana, a figura combina perfeito com o texto...está tudo muito bom! parabéns...

t+

M.Maria M. Coutinho disse...

Eu tive o prazer de te receber de novo? Na próxima, te preparo um chá, prometo!

Tomaremos e falaremos deste pinguim! que me pareceu gente, de tão adorável!

Abraços e
orvalhos para ti...ao terminar sua rua, certamente terá um gramado! pena que colocam as placas de "não pise na grama"...

Márcio Jorge disse...

Milena,
Ler seus textos é sempre um grande presente. Com certeza, o Vinícius vai concordar comigo. Adorei também o desenho!
Beijos,
Márcio.

Gabriel R. disse...

Não quero comentar. Simplesmente isso me ajuda a compor minha vida.
Você me faz sentir assim. Obrigado.

Claudete disse...

Olá Milena! Sempre visito seu blog, q conheci através do Marcelo, e leio seus poemas q são lindos, de uma sensibilidade extremamente particular. Porém, nunca havia comentado antes, por não em sentir à vontade,mas nosso amigo comum me garantiu q vc receberia bem minha opinião. Poderia comentar um por um, mas o "presente" aí em cima me arrebatou. Uma palavra apenas: PERFEITO! Agregue mais uma fã à sua rede e desde já, estou aguardando o livro, já pedi reserva ao seu editor(rsrs).
Clap, clap, clap!!!

VaneideDelmiro disse...

Uhm... Dias sem vir aqui (e ainda sem responder aquele e-mail) e boas surpresas me esperavam.
Primeiro, adorei o layout (o desenho tb é lindo), e a resposta ao Pingüim, do Vinícius, é tão terna que me faz desejar uma troca longa de correspondência entre vocês.
Volto para reler e reler.
Carinhoso abraço!

Daniel. disse...

alto e magrinho, bonitinho e bobinho rs. bjos..

Anônimo disse...

Little Miss you are GREAT!!! This poem makes me came back to my boyhood. It would become an awesome song for children(and adults). Congrats.

Renata Mofatti disse...

Meu Deus! Como definir essa coisa linda que acabei de ler: uma fofura, delicadeza, gentileza, delícia de ler e reler em voz alta, ou murmurar em silêncio. O Presente marcou presença...

taíssa disse...

Adorei o poema. Adorei seu blog. E você é muito bonita! :)

Kamila Zanetti disse...

é,tenho palavras p elogiar não moça,rs,perfeito.

PS:tb quero,só a nayara? ¬¬
hahahaha,brincadeira! =)

Ludmila Clio disse...

Tem novidade, gostei de cada uma... mas, a propósito, quando é que vc vai postar novamente?? Tô com saudade!!!
Bjão,linda!!

Rose Tunala disse...

Encontrei seu link nas fotos do ENCUCA no Orkut, vim lhe conhecer e gostei de seu trabalho.
Sou também de Cachoeiro, convido você para vir conhecer minhas letras.

Beijos

Ronni disse...

Ah, olha!
Vc desenha/pinta!
Que graça!
Um primor de menina!
Que orgulho!

PS.: Volto pra ler seus escritos mais recentes, com mais calma, depois! (Que ousado que eu sou! Como me atrevo?)
Por hora, encantei-me com seu desenho do pingüim!